segunda-feira, 4 de julho de 2011

William Butler Yeats - A uma criança que dança no vento



Dancemos lá, junto à praia!
O rugido do vento, o barulho da água?
Para que se importar?”
Sacode a tua cabeleira molhada de sal.
És jovem e ignoras a glória dos néscios,
Não sabes do triunfo dos tolos,
Pois não és antiga como o Sol.”

Não sabes o que é perder um amor
Tão logo o tenha conquistado,
Nem por que morre um bom operário”

“Então, porque hás de temer
O monstruoso grito do vento?”

Nenhum comentário: