segunda-feira, 27 de janeiro de 2014

Do que é melhor não saber

"Só sei que nada sei..."


Mas a pressuposição da ignorância não chega a ser um conforto, porque, mãe das contradições, a pressuposição enseja um “saber de algo” que nega a si mesmo. As autofagias desses raciocínios não chegam a melhorar a minha gastrite que faz estágio para úlcera que faz estágio para coisa pior no meu estômago e eu tenho de reiterar, embora preferisse não saber, que bênção não é a ignorância, mas a ignorância da própria ignorância.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...