sexta-feira, 11 de janeiro de 2013

Uma Pequena Nota Sobre a Coragem...


Eu te proponho algo dificílimo.
Faço-o a você, porque dentre toda a massa humana que conheço, penso que você, e apenas você, consiga carregar sobre os ombros a pesada carga de ser um indivíduo.

Comecemos pela semântica: Proponho que comece a questionar como é que surgiu em nossa linguagem (e dela para a nossa consciência) o termo "eternidade".
É uma palavra linda! Desliza pelas cordas vocais com uma agradável sensação de macies e corre pelo sangue com o calor e o gozo de uma caneca de rum em noite fria.

Mas eternidade, considerando-a honestamente, é apenas uma ficção, porque nada no universo físico é eterno e do universo que não é físico...Bem, deixemos essas abstrações para os, agora raros, dias de embriagues poética.

Nada é eterno, criança. Nem eu, nem você, nem a grama lá fora, nem o criancinha no colo, nem o ancião cansado, nem o jovem atlético, nem as borboletas de trinta dias, nem as tartarugas de cento e cinquenta anos, nem as "estrelas cadentes" e  nem as nebulosas nos ermos do céu...

Nada é eterno, então a eternidade é invenção e filha direta da consciência do quanto somos efêmeros...Do quanto somos mortais. É o nosso anseio tolo por durar mais do que as estrelas, é a maçã no Éden, o nosso grito patético de rebeldia contra o peremptório abraço da morte.

Então, proponho algo difícil a você, que é um indivíduo como nenhum outro, e propondo a você, proponho-o também a mim, que almejo ser um indivíduo igual a você na diferença com o mundo:
Tenha coragem!
É a virtude máxima.
A maior força que se pode ter não vêm dos braços, do corpo ou dos recursos, mas da coragem de enfrentar o que vier pela frente.
Com a fúria apropriada, com correta  ferocidade no olhar de quem enfrenta a morte, não para vencê-la, porque tudo o que vive morre, mas porque é da natureza de tudo o que vive brigar até  fim.

Aquele pensamento bonito está errado (como estão quase todos os pensamentos bonitos): O leão morto vale muito mais do que o cão vivo.
Porque é preferível e mais significativo morrer com coragem do que viver eternamente com medo.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...