quarta-feira, 12 de janeiro de 2011

Insone



Já passam da meia noite (ou passa da meia-noite. Estou irritado demais para me ater a detalhes ortográficos) e eu já devia estar dormindo. É uma péssima hora e é péssimo o meu estado de espírito para postar qualquer coisa que preste e eu que já coleciono uma tonelada e meia de escritos que tenho considerado lixo indigno de ser postado, decido vir aqui dividir trivialidades...A elas:

A primeira é que tudo o que aprendi sobre Física no ensino médio pode estar errado, porque nessa terça-feira 11/01/2011, metrô de BH às 07:30 na estação São Gabriel comprovei sem sombra de dúvidas que sim, dois Corpos podem ocupar o mesmo lugar no espaço, ao mesmo tempo. Mon dieu!! Eu sabia que aquela matéria seria irrelevante na minha vida prática, mas não esperava verem confirmadas as minhas certezas! Odeio estar certo!!

A segunda, e mais importante: Cães não têm diafrágma e nem pulmões, porque a cachorra do meu vizinho está latindo como uma metralhadora, sem tomar fôlego (juro!!) desde a meia noite de segunda! Resultado: tive uma noite DO CÂO, sem pregar o olho, resolvi pegar o metrô em vez de ônibus, tive um dia infernal (falta de sono...de sonho, me deixa de mau humor e acabo azedando todo o resto) e como esse bicho amaldiçoado parece ter uma munição infinita de latidos a gastar, quer me parecer que outra noite adorável me espera. Não é merveilleux?

Tentei contar carneirinhos (eu estava desesperado! Dêem um desconto!) mas tudo o que minha imaginação conseguiu criar foi um desfile de cachorros voando zombeteiros sobre a minha cabeça e eu desejando abatê-los a tiros de metralhadora (com silenciador, porque diferente do imbécile do meu vizinho, prezo pelo sossego noturno dos outros), um devaneio que causaria choque nos militantes do PETA ou da Associação Protetora dos Animais. Será que não existe uma só ONG dedicada a preservação da saudável insanidade dos pobres arlequins?

Enquanto o sono não vem, tento esquecer os meus desejos canicidas (pensando bem, sou injusto com essa sirene-vestida-de-cão, porque se está latindo como uma louca a vinte e quatro horas, é porque o idiota do dono não está cuidando dieito dela.Pode até estar latindo por fome, mas nesse caso, devem fazer uns mil anos que esse bicho miserável não come!! E que fôlego teria um cão esfaimado, para latir sem parar um dia e uma noite!?!?!?!?!).

Me concentro em tentar me lembrar (pensamento que tem me deixado obscecado nos ultimos tempos) se o verso abaixo é ou não da autoria de Sheakespeare e em que obra ele o escreveu. Se alguem aí souber, s'il vous plaît, avise-me...

Bon Jour

"Uma alma destroçada, ferida pela adversidade, a ela pedimos que serene, quando a ouvimos chorar; mas se estivéssemos sobrecarregados  com o mesmo peso de sofrimento, tanto ou mais haveríamos de queixar-nos."

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...