sábado, 22 de fevereiro de 2014

Reminiscencias de 2013... E aspirações para 2014

...e eu quase tropecei em mim mesmo vinte e um anos atras, enquanto subia ao pé de um semáforo na Afonso Pena, saboreando o caos do qual talvez surgisse uma nova ordem.

Mesmo lugar, mesmos gritos (até o poste do semáforo é o mesmo, tenho certeza), atores diferentes e eu ontem um adolescente, agora um honorável balzaquiano em meio a gente que nem havia nascido naquela época.

Cadê os os meninos de 1992, pais destes meninos de 2013?
A terra girou em torno do sol algumas vezes e nós já passamos o cetro da mudança para as mãos de nossas crianças?

Claro, temos esperanças nos ombros dos filhos e talvez eles acabem avançando um palmo mais adiante do que nós pudemos.
Otimismo é um vírus difícil de se matar e infelizmente, não é lá muito contagioso.

Sente esse cheiro no ar...!
Não, não é gaz lacrimogênio. (Ainda não)
É o melhor cheiro do mundo: O aroma inebriante de inquietação.
Melhor do que o almíscar de uma manada de búfalos em carreira enlouquecida.

(Dentro do espaço de uma vida, talvez sobre, quem sabe, uns cinquenta e três minutos para andar em direção a uma fonte.)
Mas eu optei por andar em direção à Praça Sete onde um mar humano levantava a cabeça eternamente abaixada ao chão a cata de forragem.

"Não é por vinte centavos! É por direitos, cidadania e decência na política seus putos!"

A multidão urge e o tempo ruge, e eu estou ainda atrasado para quase tudo na vida, enquanto a morte se avizinha lá pelos lados da Serra do Curral.
Exagero?
Ontem anoiteceu mendigo, hoje amanheceu morto. De frio, dizem, de overdose de vida e de sei lá quantas drogas.

A vida mata, colega...
Respira pela primeira vez por entre as pernas de sua mãe e já está sentenciado.
Então, que venha lá o batalhão de choque, cavalo, cachorro e bombas!
Papai e mamãe estão em casa, horrorizados vendo pela TV enquanto seus filhos ("Vândalos", neo-subversivos e neo-nomenclaturas afins) fazem a história antes que comece o "Bigue Broder" no país do futebol.

Mas o momento passou rápido demais e a inquietação, diferente do vírus Otimismo, tende a incubar numa latência irritante.
Mas eu antevejo um êxtase quando a bola rolar e gritarem gol e nós gritarmos novamente por dignidade enquanto chovem bombas nas ruas e fogos de artifícios nos estádios.










Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...